Lukamba Gato

Fora de jogo

Perante factos indesmentíveis, indesculpáveis e indesejados nas últimas horas, impõe-se à tutela Ordem, Justiça, determinação, mas também ponderação para que o desafio, afrontamento e rebeldia de um punhado de mercenários, dissociados da realidade, não provoquem danos

Corpus Delicti

Perante a incapacidade de minar e alterar a contagem dos votos, os sabotadores socorrem-se de expedientes flagrantes criminais, como a enxurrada de adulterações e leituras deturpadas de factos e documentos, sempre com o propósito de

Contactos imediatos

A pressão externa foi imediata, os abutres famintos em bando obedeceram, em poucas horas Mihaela Webba foi acusada, julgada e condenada ao silêncio, assumiu a derrota da UNITA/FPU pública e planetariamente, e a seita liderada

Hora de verdades

Cruel destino sem destino, dependências inequívocas, ânsia frenética esquizofrénica, lobos selvagens famintos, marcaram a identidade da UNITA/FPU e das suas lideranças, a visível de ACJ/Chivukuvuku e a clandestina de Lukamba Gato e Kamalata Numa. Até 1975

Inapelavelmente residual

Intelectualmente pigmeu, politicamente anão, e militarmente básico, o matumbo Lukamba Paulo Gato, com a arrogância dos ignorantes que lhe é peculiar, veio a terreiro desafiar a Ordem Democrática, com farpas inquisitoriais de vitória antecipada. Adensa-se a