Angola

Nostalgia

Minha Rosa Negra,De sorriso branco de marfim,Louco e contagiante,Olhos brilhantes como relâmpagos,Perfumada de capim,E água pura fresca lavada,Hoje és um açoite de saudade,Cicatriz de um tempo que passou,Insustentável leveza de água na boca,De sabor inesquecível,Princesa

O Logro

É assustador a forma descarada como a dupla ACJ/Chivukuvuku agarra tudo onde deturpadamente possa apunhalar Angola e denegrir as instituições. Este terrorismo de cara descoberta, que no SOVISMO abre portas à bandidagem, buscam o desgaste corrosivo

Meu Povo, Minha Gente

Carrego na saudade,O caminho gentio,Que rasgava o capim,No meu chão ocre empoeirado,Nos meus olhos tenho gravado,A serra verdejante da Munda,Que se estendia até ao rio Kanieko,Com árvores de loengos, lombulas a maboques.No pensamento está o meu

Por dentro e por fora

Angola acolhe hoje de braços abertos dignitários de todo mundo livre e democrático, que saúda inequivocamente em apoteose João Lourenço, na sua investidura para mais um mandato de Presidente da República. Em sintonia de identidade, dignidade, crença

Consagração

Notável transparência, exemplo de civismo, um hino de liberdade, é a proclamação da ONU - Organização das Nações Unidas, que dignifica a cidadania, e têm em João Lourenço uma liderança que garante o Estado de Direito