A sétima edição do festival traz 90 artistas, cinco palcos, um dia dedicado às crianças e uma roda gigante. Isto a nível global. Quanto a artistas angolanos, vamos estar muito bem representados. Anna Joyce, Nayela, Rui Orlando, Dj Djeff, Gilmário Vemba e Bonga vão representar Angola no festival Sol da Caparica, na edição mais representativa do maior festival de música de expressão portuguesa, que acontece em Lisboa, de 11 a 15 deste mês.

Após dois anos de paragem devido à pandemia, o festival volta ao Parque Urbano da Costa da Caparica com cinco palcos, cerca de 90 artistas e diferentes estilos. Para além dos dois palcos habituais de música portuguesa (Super Bock e Freenow), haverá ainda um espaço dedicado à comédia, outro à dança (Jazzy) e ainda um para os DJs, só com música electrónica (Unlock Energy).

A edição deste ano traz artistas como Calema, Soraia Ramos, Djodje, Diogo Piçarra, Plutónio, Bárbara Bandeira, Sam The Kid, Ana Moura, e outros nomes de sucesso da comunidade da língua portuguesa.

No que diz respeito aos artistas angolanos, destaque para Anna Joyce. Como já havíamos informado, a cantora lançou recentemente o seu álbum “Anna”, uma homenagem a si e aos seus familiares, onde se inclui o sucesso “Puro”. Foi por influência da sua irmã Tânia que começou a compor músicas infantis aos 10 anos, sendo presentemente uma das cantoras mais famosas de Angola.

Por seu lado, Rui Orlando acaba de lançar o álbum “Consagração”, e tem sido uma das vozes mais acarinhadas da sua geração. Para ambos, esta é mais uma oportunidade para a consolidação da carreira internacional.

Já o humorista Gilmário Vemba levará o humor satírico que já vem conquistando o público português, depois de recentemente ter debatido em espectáculo, acolhido no Centro de Conferências de Belas, em Luanda, a sua saída nos Tuneza, grupo com o qual se lança para o estrelato.

 DJ Djeff vai ser uma das atracções do festival, no dia 15, dos palcos da música electrónica.

A artista Nayela actua, no dia 13, no Festival da Caparica, como convidada da artista cabo-verdiana Kady. Nayela tem feito diversas apresentações, desde duetos com artistas renomados a participações em festivais. O caso mais badalado foi a participação na música “Nha Kodê”, do álbum Badiu, da autoria do artista Dino d´Santiago, uma das grandes referências da actualidade na música lusófona. Talento angolano a despontar nas terras lusófonas, a projecção da sua carreira conquistou a atenção da produtora Sony Music Portugal, com a qual acaba de assinar um contrato.