A cantora Anna Joyce está a ter um ano de 2022 “em cheio” e Angola rejubila com isso.  Se por cá os dotes artísticos da cantora já eram bem conhecidos há algum tempo, em terras lusitanas os seus êxitos também já estão a ganhar inúmeros fãs; aliás a cantora com o concerto que protagonizou no Coliseu do Recreios, já figura no top 10 dos concertos mais vendidos em Portugal.

O Verão em Portugal trouxe uma panóplia de festivais onde pudemos desfrutar de uma grande diversidade de géneros musicais. Os cantores angolanos também foram destaque e demonstraram que a nossa música está bem viva e recomenda-se.

No caso de Anna Joyce, depois de um Coliseu dos Recreios lotado, a artista deu outro concerto de arromba em Portugal, no festival o Sol da Caparica, o qual já tínhamos realçado aqui na Tribuna de Angola.

Sobre o sucesso alcançado em Portugal, Anna salientou que a aceitação das suas músicas aconteceu de forma inesperada embora tivesse noção de que, mais cedo ou mais tarde, isso viria a acontecer. Sobretudo, depois de ter “medido” o feedback do público nas suas várias apresentações em discotecas de Norte a Sul de Portugal. “Eu queria muito que isso acontecesse, mas não estava à espera que acontecesse assim muito rápido. Quando vim no ano passado, em outubro, e cantei as músicas do meu álbum que lancei em agosto, as pessoas sabiam as músicas todas e eu fiquei impressionada. Foi aí que ganhei ‘ilusão’ para fazer o Coliseu”, afirmou Anna Joyce.

Diga-se em abono da verdade, “ficámos arrependidos de não termos feito um Campo Pequeno ou de não ter feito dois dias porque é sempre assim, quando estamos num palco novo, num país novo, queremos começar com respeito [devagar]. Não é chegar como se estivéssemos em Angola”, explicou.

No futuro Anna já deixou algumas pistas sobre o lançamento de novas músicas, contudo ainda não se decidiu quanto ao formato. “Para o ano vamos ter músicas novas e não sei será um álbum novo ou se (serão) apenas músicas novas, mas teremos trabalho novo”, avançou.

Foi precisamente na véspera do primeiro aniversário do álbum homónimo que Anna Joyce subiu ao palco para cantar e encantar o público que se fez presente no Festival O Sol da Caparica.