Com o aproximar de um tempo novo de modernidade e consolidação democrática, atores associados em seita aglomerados no SOVISMO e liderados pelo tirano alienado e dependente ACJ “Bétinho”, assume com clareza e revela a hedionda política neocolonialista subjugada a parcerias abjectas financiadas pelo capitalismo selvagem, sem escrúpulos e sem respeito pela dignidade humana.

Será que Angola, para estes rabacués e reles energúmenos, será anexada como futuro Estado da República Federativa dos Estados Unidos da América?

Será que as Eleições em Angola vão ser realizadas por autoridades de Washington, na qualidade paternalista e controladores do território angolano?

Será que os Votos dos angolanos expressos livremente no exercício da sua democracia e cidadania, de cidadãos adultos e responsáveis, serão escrutinados num qualquer armazém em Nova York?

O que faz ACJ “Bétinho” nos escritórios do lobby de Cabinda em Washington? Foi negociar a independência do território? 

Fugitivo das consequências internas da apresentação das Listas de candidatos, o tirano embarcou e anunciou o seu embarque nas redes sociais para se vitimizar, com o objectivo de ocultar os reais motivos da sua viagem, e simultaneamente acusar mais uma vez, as autoridades na sua campanha de agressão contínua às Instituições do Estado de Direito.

Hoje a primeira linha de Poder da Oposição está no núcleo com ACJ “Bétinho”, Abel “Totozinho” Chivukuvuku, Eugénio “Dissidente” Manuvakola, Jardo “CIA” Muekália, Francisco “Fugitivo” Viana e Marcolino “Ressabiado” Moco.

Na segunda linha, onde se aglomeram os idiotas úteis e os patetas debilitados política e intelectualmente, estão Lukamba “Miau” Gato, Marcial “Papagaio” Dachala, Rafael “Lambe Cu” Savimbi, Kamalata “Sipaio” Numa, e nos parasitas residuais indigentes estão Samuel Chiwale, Ernesto Mulato, e outros dependentes. Para legitimar toda esta escumalha temos o grupo que consegue dar um cunho válido à UNITA sem FPU, Alcides Sakala com a sua capacidade intelectual, Mihaela Webba com a sua capacidade jurídica, Adriano Sapiñala pela sua capacidade política, e uma sobra de dignidade representada por Isaías Samakuva.

Mas em todo este cenário que se avoluma, acresce o perigo iminente causado pela fragmentação e enfraquecimento da UNITA/FPU, o desespero instala-se, a noção de derrota emerge com clareza, o espírito e pecúlio do Galo Negro dissipa-se, a descrença realça-se, e o aventureirismo avança assente no oportunismo mercenário, e a perdição torna-se explosiva.

Na próxima visita de ACJ “Bétinho” a Angola, iremos assistir ao engrossar das provocações, o empenho e mobilização é notória e está em marcha, temo o lançar irresponsável de vidas para uma aventura sem retorno, os agitadores não cessam, os financiadores estão ansiosos, os ingredientes para a confusão estão a reunir-se, no Caxito, em Viana e nos Zangos, no Matadouro e no Ramiros, estão multidões famintas vulneráveis a promessas insanas, são comandadas por agitadores profissionais, o show ensaiado insinuando Poder vai ser o toque de chamada. Quem não entender esta dinâmica está distraído ou não está inserido na lógica tradicional das horas decisivas. 

O trigo da Ucrânia não consegue sair do país, mesmo para matar a fome de inocentes, mas entram diariamente armas de combate em toda a Ucrânia para as suas Forças Armadas. Nunca devemos nem podemos ignorar mentes alienadas e comprometidas na luta contra um Estado de Direito.