A hipocrisia é tanta que o desencanto instalou-se definitiva e irreversivelmente na capoeira do galo negro, o tacticismo é tão evidente que a mentira e a traição colou-se ao SOVISMO e já ninguém entende ninguém.

A realidade está a chegar vinda de toda a parte, de Lisboa os amigos enviaram pareceres de constitucionalistas credenciados que deduzem total ilegalidade da FPU, quer face a preceitos constitucionais, quer à luz dos Estatutos da UNITA.

Isto recoloca os kwatchas na rota subversiva e nos trilhos fora da Lei, nada inocente, tudo calculado minuciosamente, Abel “Totozinho” Chivukuvuku foi com molho de tomate picante, a UNITA capitalizou os Votos que ele poderia arrastar, e em vista à sua inelegibilidade, ACJ “Bétinho” terá como vice Lukamba “Miau” Gato, e Eugénio Manuvakola será o Presidente da Assembleia Nacional, no reino da ilusão.

A UNITA chega ao Comício de amanhã no Cazenga, marco do começo da sua marcha rumo à convulsão arruaceira, fragmentada como nunca, com as elites divididas, será o estandarte dos objectivos da tribo malfeitora, pode ser o emergir do pesadelo que colocará fim ao acalentar de um sonho desenhado nos hotéis sumptuosos em opíparos repastos e noitadas de volúpia e terrorismo.

Não há Lei que trave o somatório de ilegalidades na UNITA/FPU, é uma afronta propositada em busca de vitimização, a linguagem vil e prepotente, as ameaças veladas aos discordantes, são sinais de um desnorte, mas simultaneamente de arrogância, a dupla ACJ “Bétinho” e Lukamba “Miau” Gato, lideram um turbilhão explosivo e inquisidor, urge accionar as magistraturas que garantam a Ordem Pública, com determinação para prevenir o caos.

Veremos para que lado sopra o vento amanhã, esperemos que não mude durante o comício, senão pode começar de uma forma e acabar de outra, desde a política à constituição de listas, desde as estratégias a objectivos, há mudanças diárias como o vento, se for de Norte teremos desnorte, se for de Oriente, vamos ter tudo desorientado.

Uma coisa não haverá, VERGONHA, com certeza…!!!