A esmagadora maioria do povo angolano rejubilou de alegria ao ouvir de viva voz, Abel “Totozinho” Chivukuvuku, que se autointitula patrão da UNITA/FPU, garantir que quer apenas emprego e mordomias para a família, casa, carros, salário de deputado e subsídios para empregados, guardas, mulher de limpeza, cozinheira, arrumadeira, guarda costas, porque ele quer ir viver em Lisboa e Las Vegas, em Portugal e nos Estados Unidos da América, onde tem mansões de luxo e vida a condizer com magnata.

Também ACJ “Bétinho” depois de ter comprado casa no Porto onde tem residência com a esposa do casamento português, comprou agora um apartamento de luxo em Lisboa, onde tem residência com a segunda esposa americana, em Angola só se interessa pelo Palácio da cidade alta. Para tal tem sempre garantida a nacionalidade portuguesa, pelos pais, pela esposa e pelos filhos, e a conta bancária que engordou na offshore.

Mas mesmo perante a fuga premeditada e agora publicamente anunciada, o perigo continua à solta, o desespero é perigoso, há sempre alguns alienados ao ruído da verborreia, é cómodo, é confortável, atiçar gente para o suicídio quando se tem os familiares a salvo fora do país e um barco de luxo ao largo para acolher fugitivos.

Para já, na ordem do dia, está uma logística preparada no SOVISMO, liderada pelos sipaios Lukamba “Miau” Gato e Kamalata “Idiota” Numa, os idiotas úteis do folclore dos patetas, para sabotarem as Assembleias de Voto e bloquearem o transporte da Urnas para a CNE em Luanda. Insana e irracionalmente, os energúmenos fora da lei, querem fazer Angola recuar aos tempos do faroeste, e inviabilizar a contagem dos votos e declarar vitória anarquicamente.

Ninguém inteligente e atento, no perfeito juízo, embala nas insinuações perigosas e indignas de ACJ “Bétinho”, rotulando as Forças Armadas e Policiais, de indisciplinadas e vulneráveis na persecução das suas missões de garantia da Ordem Pública e integridade territorial, são mesmo as instituições mais respeitadas do país.

O que restaria da UNITA/FPU e de ACJ “Bétinho”, se a Justiça livre e democrática não fosse benevolente e fizesse cumprir à risca a Constituição e o Código Penal e Administrativo?

Onde estariam Abel “totozinho” Chivukuvuku, Marcolino “Ressabiado” Moco, Francisco “Fugitivo” Viana, general José “Justiceiro” Maria, se da UNITA de Jonas Savimbi e Isaías Samakuva ainda sobrasse alguma coisa no SOVISMO?

O Porquê de tanta obediência e dependência do legado de José Eduardo dos Santos e das filhas Tchizé e Isabel e debitarem ordens a partir das noites de luxúria no Sul de Espanha em férias milionárias? 8 é o número do futuro, 8 é dignidade, 8 é Paz e continuidade, 8 é desenvolvimento, 8 é confiança, 8 é esperança, 8 é o MPLA, 8 é João Lourenço.