Em momentos cruciais os afobados ignorantes bajuladores, dependentes crónicos da indulgência alheia, os generais e milícias de sanzala, movem-se no palco da estupidez desfraldando a ignomínia, a infâmia e o opróbrio. O sargento de aviário, armado em chico esperto, Lukamba “Miau” Gato, impulsionado pelos seus sipaios de prontidão, espalhou-se ao comprido no lodaçal nauseabundo onde chafurdam como vermes pantanosos.

Ontem, domingo, a 5 dias do prazo de entrega da Lista de candidatos, 3 horas antes de mais uma fuga dos lacaios dependentes, ACJ “Bétinho” disseminou o seu bilhete de avião para o Dubai que a mim me chegou pela via de um destacado membro da direcção da UNITA, que mais afirmou estar o tirano de viagem para Israel e Lisboa, já que Isabel dos Santos, além de ter fechado a torneira dos fundos, está nesta altura a desfrutar das noites loucas e excitantes de Marbella no sul de Espanha, onde está atracado neste momento o seu Yate.

Aliás, nota-se que a publicação dos documentos referentes à viagem são os originais antes da passagem de fronteira de embarque, o que traduz, menos para os gentios rurais, que foram projectadas muito antes do embarque. Mas na farsa bem elaborada, o belicista ao serviço do Apartheid, Lukamba “Miau” Gato”, na sua campanha de “lambe cu” de ACJ “Bétinho”, veio logo nas redes digitais, a terreiro culpar as autoridades, o que leva a crer que não foi inocente a publicação por parte da UNITA, para de seguida culpabilizar o MPLA e o Governo, táctica já gasta na sua campanha de vitimização.

A UNITA é hoje, face aos compromissos pessoais, que a maioria dos matumbos do Galo Negro não atinge, um problema pessoal para as suas ambições partilhadas com tribos do terrorismo internacional, e as contradições permanentes passam ao lado deste amontoado de energúmenos. 

Este imbecil intratável, Lukamba “Miau” Gato, e seus acólitos sentinelas, acusa as autoridades de algo que antecede do seu conhecimento, só poderia vir do próprio ou de pessoas próximas, e não vê nem escuta o seu patrão a proclamar intrusos estrangeiros para se infiltrarem nos mecanismos do Governo que garantem a privacidade dos cidadãos, em colisão criminosa com preceitos constitucionais.

Conclui-se que vindo a informação da UNITA e horas depois surgiu a reacção por parte do sargento estratega belicista, há entre ACJ “Bétinho” e Lukamba “Miau” Gato uma concertação para agredir o Poder do Estado, este é o ponto nevrálgico da questão, assente na preparação de uma razão para um confronto que origine uma Convulsão Social, isto quando há sinais evidentes de que já nem o Galo Negro acredita mais nas eleições como meio de atingir a governação.

Insisto, UNITA e Angola, democraticamente, são incompatíveis. Se não queremos uma desgraça, não deixem que aconteça.