Pode parecer coincidência ou contágio, não nos iludamos, nada é por acaso, tudo é laboriosamente ensaiado, implementado, e no tempo e nas palavras o que parece antagónico é complementar, a cavalgada é sincronizada, apadrinhada, para testar os limites dos poderes instituídos.

A UNITA apadrinhou uma coligação ilegal, ACJ “Bétinho” legitimo a clandestinidade, Lukamba “Miau” Gato comanda a estratégia belicista malfeitora, lançando uma bicefalia ambígua caracterizada pelas vertentes política e conflituosa. O SOVISMO é hoje o centro nevrálgico de uma célula terrorista pronta para desafiar a autoridade do Estado, não menosprezemos a loucura enraivecida, a Lei não pode pactuar com ilicitude, e a não reação dos defensores da Justiça pode ser encarado como laxismo, covardia ou até medo.

Qualquer parvalhão insignificante ou indigente, assume o papel de idiota útil, e lança chorrilhos de asneiras, desafios insultuosos aos órgãos de soberania, inadmissíveis num país democrático e civilizado. Todos sabemos o estigma da crueldade que habita em África, o mundo vive dias decisivos na transformação do multilateralismo e bilateralismo que não se compadecem com instabilidades permanentes, Angola granjeou credibilidade e confiança e é tida nos últimos 5 anos como um Estado com conquistas assinaláveis, chegam a Luanda diariamente protagonistas de todo mundo em busca de parcerias, seria fabuloso que existissem consensos nacionais, mas em resposta ao silêncio apaziguador e benevolente de João Lourenço, a Oposição une-se na clandestinidade e implementa uma agressiva instabilidade.

Há gente na UNITA que contesta este desiderato de violência, que não aceita a abertura aos arrependidos ostracizados pelo MPLA, mas não assumem porque têm medo face às ameaças permanentes dos mandantes, agora disseminam que os infiltrados do Galo Negro controlam o aparelho e que a vitória é inquestionável, mas no registo histórico consta que a UNITA sempre festejou antecipadamente as suas derrotas, mas não aprendem, foi o que aprenderam ao longo da vida.

Os mistérios insondáveis da mente humana surpreende-nos perenemente, como pode um tagarela legalista, especialista em Direito Constitucional, como Mihaela Webba, pactuar com a ilegalidade e clandestinidade da FPU?

Como é possível mentes que poderiam ser senadores da República, como Marcolino Moco e Francisco Viana, submeterem-se aos caprichos de um líder que permeia a insurreição e incentiva a força bruta contra a Ordem Pública?

A senda da sabotagem vai intensificar-se com o passar dos dias, vai avolumar-se após o debate da Nação a 27 e 28 de Maio, a realidade vai revelando a iminente derrota nas eleições, Angola nunca foi importante para os mercenários do capitalismo selvagem, a UNITA é o estandarte de um neocolonialismo atroz, vingativo e sanguinário, e o Povo na sua silenciosa sabedoria sabe e conhece melhor do que ninguém o que seria desastroso o país nas mãos desta gentalha energúmena.

Senhores da PGR, do TC, do Supremo, estão à espera de quê? Chega de sofrimento…!!!